A justiça com J minúsculo

Duas histórias.

Em Idaho (EUA), um sujeito está com os amigos perto de um rio e vê uma mulher cair de uma ponte próxima. Sem hesitar,  pula no rio e busca o corpo, trazendo-o até a margem. Os amigos da moça, inconformados com o acidente, choram de desespero. Um policial aparece, vai até o herói e tasca uma multa de 85 dólares. Motivo ? O sujeito entrou no rio sem colete salva-vidas, o que é passível de multa. Maiores detalhes aqui.

Washington, capital americana. Um advogado deixa um par de calças para lavagem à seco. Essas calças são suas prediletas e ele pretende usá-las no seu primeiro dia de trabalho na corte. Ao buscar as mesmas é informado que houve um acidente e elas desapareceram, mas a empresa se responsabiliza em ressarci-lo pelos eventuais danos causados. O sujeito faz uso do que mais sabe : sendo advogado, processa o estabelecimento em meros 67 milhões de dólares por sofrimentos “mentais” , já que não pode usar as calças no primeiro dia de trabalho. É fácil ? Mais aqui.

Anúncios

Uma resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: