Como alugar um apartamento no Japão ?

Ir para o Japão não faz parte da minha lista de prioridades na vida (se eu fosse mulher e solteira, certamente consideraria a lista que a Espoleta publicou). Não que eu tenha algo contra o país, muito pelo contrário, dou a maior força para quem pretende ir para lá, mas a verdade é que pelo mesmo preço exorbitante que gastaria, posso conhecer outros lugares igualmente fantásticos.

Ainda assim, vez por outra vou lendo sobre diferentes culturas e descobri um texto interessante que descreve como é o processo de locação de apartamentos na capital japonesa, Tóquio. Fiz uma dupla checagem na informação e como outros aventureiros relatam experiências semelhantes, fiz uma tradução ligeira e deixo-a aqui como leitura para o final de semana (para os puristas, o endereço original está publicado no final desse post).

Aqui vai :

Como alugar um apartamento em Tóquio.

Tem sido uma semana ocupada para mim aqui em Tóquio… Após muitos anos vivendo em apartamentos tipo albergue para estrangeiros, decidi-me que era finalmente hora de viver num apartamento japonês de verdade.

Bom, você  deve imaginar que essa decisão soa completamente normal e compreensível. Entretanto, posso assegurá-lo que esse processo em Tóquio é fora do comum, para dizer o mínimo.

No que  consiste  exatamente a locação de um apartamento em Tóquio ? Pergunta excelente! Para começar, os japoneses usam o termo “hikoshi-bimbo” para descrever alguém que se mudou recentemente para um apartamento novo. Traduzido literalmente como “mudança de pobre”, hikoshi-bimbo descreve a situação de ter torrado no mínimo 6 meses de salário pelo privilégio de alugar um apartamento novo.

É isso aí pessoal – os custos médios são de seis meses de salário para alugar um apartamento, não including compras de móveis, eletrodomésticos e outros “artigos de luxo”.

Acredite se quiser, o Japão ainda tem um número de leis feudais nos contratos visando manter a diferença entre ricos e pobres.

Essencialmente, isto significa que você necessita de uma quantidade séria de dinheiro na mão antes que  possa  por o  pé no escritório do locador.

Confuso ? Eu também fiquei, embora tenha esperanças que este post ajudará a entender esse processo.

Meu apartamento novo é um 2LDK, que significa que tem dois quartos, um banheiro e um ambiente multiuso (sala, cozinha e sala de jantar). Está situado em uma bairro de alta classe, embora o aluguel seja razoável pois o edifício é razoavelmente velho.

O aluguel para um mês é 170.000 yen (US$ 1500,00 ou R$ 2777.00), que não é terrível considerando que divido os gastos do lugar com um amigo. Entretanto, antes de  receber  as chaves, tivemos que pagar muito mais que esta quantidade – em dinheiro vivo.

Como regra geral, todos os novos locatários têm que pagar um aluguel de dois meses adiantado, que é um tanto razoável considerando a porcentagem de fraudadores no Japão.

Além disso, temos que deixar o aluguel de outros dois meses como um depósito de segurança, que só será devolvido caso nenhum dano seja feito no apartamento no momento de sua devolução.

É aqui onde as coisas tomam um rumo estranho…

Todos novos locatários também têm que dar dois aluguéis como presente ao zelador, que não será restituído em nenhuma circunstância. Este dinheiro, que é conhecido como o reikin (“dinheiro da chave”) no japonês, é uma bomba na carteira.

Mais ainda, temos que dar um aluguel como a taxa ao locador, que também não será devolvido em nenhuma circunstância. Saiba que este valor é considerado de baixo custo devido à alta competitividade do mercado imobiliário japonês.

Resumindo, isto significa que o apartamento que tinha um preço razoável no início, requer um pagamento inicial de 1.190.000 yen (US$ 10,000.00 ou R$18.000,00) em dinheiro vivo.

Passado o susto, posso afirmar que meu apartamento é incrível, especialmente se você é  fã da arquitetura  tradicional japonesa. Muito embora eu vá ser hikoshi-bimbo por um certo tempo,  pelo menos farei-o com estilo.

(fonte)

9 Respostas

  1. Cresci aqui no Japão, no interior, e agora estou morando em Tokyo, como modelo!! Discordo um pouco da visão desse texto…tudo bem que tem que, realmente, tem a luva para se pagar (3,4,5,6 meses de aluguel como entrada), porém aqui em Tokyo soh mora gente que tem muita grana, que trabalha e ganha bem!! ¥170.000 é o normal!
    Moro num bairro de alta-classe, e pago ¥120.000, dividindo com mais 3 amigas!
    Mas tem apartamentos como esse que o cara citou, com preços muito mais em conta!!
    Dah para se morar em Chiba, por exemplo, que é considerado Tokyo, eh perto e bem mais barato!! ^^

    [b]KisS ^^ !!

  2. Olá Paty. Obrigado pela visita e comentário.
    Creio que o ponto central na discussão sejam as regras medievais que o Japão ainda possui no mercado imobiliário. É certo que a cobrança de “caixinhas” existe no mundo inteiro, mas para quem não está habituado deve ser uma surpresa desagradável descobrir que o reikin é oficial.
    Ainda assim, é legal saber quando vocês pagam aí para ajudar outros brasileiros que estejam planejando atravessar o planeta em busca de um futuro melhor.

    Boa sorte em sua carreira e, sempre que puder, lembre-se de visitar nosso blog.

    J.

  3. É, já phaz um tempo que eu não penso em ir para o outro lado do mundo.
    Atualmente ficarei contente se voltar a estudar nihon-go efetivamente =b

    Sobre os percalcos dos alugueis por lá, eu to sabendo coo é o lance, vez ou outra uns amigos meus me dão um alô e conta dessas

  4. Estou procurando um ap ai em tokio de 1LDK por um preço baixo se possivel proximo a minato-ku ou kita-aoyma se alguem puder me ajudar obrigado

  5. Adorei ,seu censo de humor .Cara;vcé d+!!!!!!!!!!!!!!

  6. Estao reclamando a toa
    Na Inglaterra a situaçao é bem mais dramatica

  7. Aqui na Argentina é mais ou menos assim também.

    Sempre é necessário um fiador, e se não tem quem fie, pode-se recorrer a um banco ou empresa que assine por você (as temidas ‘garantías’) mas todos sabem que é o mesmo que vender a alma ao diabo. Algumas imobiliárias oferecem a opção de o inquilino pagar uma caução ao invés de apresentar um fiador. Esta varia de 6 vezes o valor do aluguel a 1 ano completo de aluguel adiantado, a ser abatidos mês a mês.

    Depois disso, há o pagamento adiantado de 2 meses de aluguel, e um depósito de segurança que equivale também ao valor de um mês de aluguel, e deverá ser devolvido ao final do contrato caso não haja avarias ao imóvel em questão.

    E, por último, um mês de aluguel pra imobiliária.

    Minha namorada e eu tivemos muita sorte: encontramos um apê direto com o dono, sem depósito, sem garantia e sem fiador. A única coisa que ele pediu foi um mês adiantado e que nos responsabilizássemos por eventuais reparos no apartamento.
    Tudo isso sem contar que estamos ao lado da Av. Corrientes, perto do Shopping Abasto e a uma quadra do metrô.

    Boa sorte pra brasileirada que mora longe!

  8. Estou pensamento em morar no Aichi,quero um apartamento com 2 quartos,2 banheiros,uma sala,cozinha,escritório e garagem e quanto daria tudo isso,mas inicialmente vou tentar começar com 1 quarto,cozinha,sala e garagem,o que acham?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: