Big Mac

O Big Mac , comercializado desde 1968, é um dos hambúrgueres mais vendidos na rede de restaurantes de fast-food do McDonald’s.

Big Mac cada vez mais caro no Brasil

Mas vocês sabiam que em 2006 o preço do Big Mac no Brasil era o 3° maior dos países emergentes? (Folha Online – Brasil tem terceiro Big Mac mais caro entre países emergentes ) E que em julho do ano passado, comprar um Big Mac no Brasil saía mais caro que nos EUA (3,61 dólares aqui, enquanto nos EUA era 3,41) (JB Online – Alta do real leva Big Mac a custar mais caro no Brasil que nos EUA).

O Big Mac mais barato do mundo é o da CHINA, talvez devio ao baixo poder aquisitivo daquelas bandas.

Com o passar dos anos, o Big Mac foi só encarecendo no Brasil… Isso tudo graças à valorização do real, já que, em tese, o custo do sanduíche serve de parâmetro do poder de compra de cada moeda.

Por que as pessoas insistem em comprar o Big Mac se aqui é mais caro até do que é em sua terra natal? Se com o valor dele daria para comprar coisas muito melhores e nutritivas? Será que o povo brasileiro ainda está vivendo a época do consumismo desenfreado, difundida pelo mundo a fora pelos EUA nas décadas de 1950 e 1960?

Segundo o Wikipedia:

Consumismo é o ato de consumir produtos ou serviços, muitas vezes, sem consciência.

Ou seja, pessoas compram coisas desnecessárias, até mesmo compulsivamente, muitas vezes influenciados por meio da propaganda e da publicidade, principalmente por meio da TV e do cinema .

Sinceramente, o que o Big Mac tem de mais?

Como anuncia na famosa musiquinha da propaganda, seus componentes são:

Dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola, picles num pão com gergelim

Enfim, o grande “tchan” é o tal molho especial… Que convenhamos, deve ser bem barato e deve ter nada demais…

Big Mac “genérico”

Aliás, se você procurar na net, acha receita de big mac genérico, ensinando a fazer até o famigerado molho especial . Além de sair mais em conta, gente que conheço e que já fez, fala que fica igualzinho…. (Tem a receita em inglês no site Top Secret Recipes, que diz no “Quem nós somos? Sobre nós”: “Se você quiser as melhores e mais confiáveis receitas ‘clonadas’ da Web, desde 1996, você veio ao lugar certo”).

Mc Dia Feliz

O Mc Dia Feliz 2008 já tem data marcada: será dia 30/08. Será a 20ª edição.

Engraçado que, mesmo com o sanduíche mais caro do que nunca em 2007, segundo o site Estadão, o Mc Donalds esperava superar em 12% a arrecadação de 2006, alcançando R$ 10,3 milhões com a venda de 1,5 milhão de sanduíches Big Mac – o que seria o maior volume de todas as edições. Claro que todos esses números foram movidos pelo sentimento de solidariedade: afinal trata-se da maior campanha de combate ao câncer infanto-juvenil do país.

Bem há um boato de que o dinheiro que seria repassado para as crianças com câncer seria só aquele da compra do BIG MAC INDIVIDUAL – ou seja, não valeria para a promoção n° 1 , onde vem refrigerante e batata – frita e o sanduba sai mais barato. Mas no site da GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer) encontramos o seguinte esclarecimento:

Ressaltamos que os valores referentes à venda dos Big Macs são devidamente repassados ao GRAACC, independentemente de terem sido vendidos isoladamente ou na promoção número 1, que acompanha refrigerante e fritas. Queremos deixar claro que o consumidor pode ficar certo de sua contribuição ao GRAACC comprando tanto a promoção como o sanduíche apenas.

E também no site do Instituto Ronald encontramos:

No McDia Feliz, todo o dinheiro arrecadado com a venda de sanduíches Big Mac (exceto impostos), vendido separadamente ou incluído na promoção número 1, – além de materiais promocionais como camisetas, bonés, chaveiros, entre outros produtos – é revertido para instituições de apoio e combate ao câncer infanto-juvenil de todo país.

Bem, de qualquer forma, lógico que trata-se de uma grande jogada de marketing (afinal, vale lembrar que no dia do mac dia feliz, o Mc Donalds vende muito mais que num dia normal, e a grande maioria aposto que prefere comprar as promoções que saem amis em conta e o dinheiro do refrigerante e da batata vai tudo para a empresa). No shopping Vitória, no ES, por exemplo, a promoção do Big Mac custa R$12,00, enquanto que se você compra só o sanduíche, paga R$8,00.

No site do ministério da fazenda, encontramos um convênio , publicado no Diário Oficial da União de 07 de agosto de 2006, que autoriza os estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Sergipe e Tocantins e o Distrito Federal a isentar do ICMS a comercialização de sanduíches denominados “Big Mac” efetuada durante o evento “Mc Dia Feliz”.

Duas coisas não podemos negar: o povo brasileiro é muito solidário e nada nem ninguém é totalmente ruim ou totalmente bom. =D É possível conciliar decência , lucro e solidariedade.

Mas será que o Mc Donald´s não podia fazer muito mais que isso?

Deixo a pergunta no ar …

 

9 Respostas

  1. Vc acha o Mac Donald´s limpo mesmo?

    Aqui em Vitória parece q já andaram achando uma baratinha no sanduba rs

  2. Adorei a matéria!
    Afinal de contas esse “BIG” de big só o nome porque o sanduba é bem pequeno. A referência ao preço foi muito bem colocada, afinal de contas com o valor do sanduiche podemos comprar uma refeição.
    Precisamos de mais conscientização por parte dos brasileiros.
    Abraços

  3. o Mac Donald’s, como qualquer outra empresa, preocupa-se com lucros. Acho que isso encerra a questão. E eles oferecem qualidade. O gosto… eu não gosto, mas enfim, tem gente que adora.
    São lugares limpos e tais (exceto alguns do Rio que eu fui) e o atendimento chega a ser razoável.
    De qualquer modo, eu não entro num Mac Donalds há mais de 10 anos. E não consumo coisas de multinacionais, com regularidade.
    Conscientização é necessária, como disse a Márcia, mas é preciso que haja essa conscientização por parte dos governos e comerciantes brasileiros também. Competir em termos de $$ com o Mac é facil.

  4. opa, eu sou do Estadão e não abro mão. pra quem não conhece é uma lanchonete 24h localizada prox. ao vale do anhangabaú, com mais de 30 anos de tradição vendendo fabulosos lanches d pernil =]

    fora o meu adorado X-bacon-egg-salada-burger. O lugar é show. Qualquer dia levo o povo lá

    (eu ainda faco um post sobre o lugar)

  5. A resposta para a pergunta
    “Mas será que o Mc Donald´s não podia fazer muito mais que isso?”
    já foi dada. São comerciantes,
    – em princípio honestos,
    – pagam IR (aliás não tem como escapar já que toda a operação é vigiada tanto pelos elders como pelo fisco através das operações efetuadas por PDVs)
    – cumprem as políticas celebradas de responsabilidade social
    – tem uma padronização rígida sobre os produtos e sempre sabemos o que vamos comer (mesmo o hamburguer parecendo maior na foto. aliás ele é da minha altura)
    – etc.
    Nada conheço que os desabone.
    Note que eu não sou fã do mac, nem do SBT (teleton), nem da globo (criança esperança), mas … estão dentro da lei nos eventos sociais e garantem que os eventos cumpram o que prometem (lembre-se que são vigiados pelo fisco).
    Acho que comeciante não implica em ser caridoso e sim em ser honesto.
    A pergunta é, portanto, irrelevante e talvez alguma outra colocação possa ser feita.

    De resto o artigo está bastante bom.

  6. Nos EUA, o McDonald’s é sinônimo de pobreza. As lojas são feias, a maioria das pessoas que as frequenta não tem alto poder aquisitivo e é surpreendente como a imagem vendida no Brasil é totalmente diferente.
    Ainda assim, o Big Mac continua ser um ícone histórico.

    As pessoas por trás da entrada da marca no Brasil são assunto para um post. Peter Rodenbeck foi quem negociou os direitos de uso e sua esposa Maria Luisa Rodenbeck recentemente veio “resgatar” a classe média alta brasileira com as lojas de café da marca Starbuck’s.

  7. – Sim , o Mc é uma empresa e não quer ser caridosa, mas deveria ser um pouco mais sim, afinal, nunca vi como que enche o mc donald´s , a grana que eles ganham aqui é pouca não…

    – Aqui no Brasil, os Mac donald´s , Bob´s e afins costumam ser lugares bonitos, sinônimo de status… (Aliás a grana que custa um lanche nestes lugares, tem q ter status mesmo… Lá nos EUA além de mais barato, deve pesar bem menos no bolso que aqui – temos que lembrar do fator poder aquisitivo, q lá deve ser bemm maior)

    Para vc ver como cada sociedade tem sua cultura rs
    E brasileiro adora futilidade… Ainda paga caro pelas futilidades e lixos de fora (especialmente dos EUA)

    Basta lembrar de Angra I, II e II , lixos atômicos dos EUA e q estão no RJ…

  8. Deveria, poderia …. Acho que está além dos interesses deles e das obrigações deles. E a lei está ao lado deles. Ao lado deles como de qualquer um. O problema não é deles, portanto. E eu acho que o país não necessita de caridade alheia.

    O que vc propõe então? Que façamos a luta armada contra o McDonalds? Essas patriotadas, ou até esquerdices não medidas, não funcionam. Não quero que o meu país vire uma Cuba. Acho que essas coisas se discutem no campo das idéias, das leis e de movimentação popular (política no sentido mais básico da palavra).

    Idéias desse tipo, sem alternativas, são bravatas e tolices ufanísticas. Proponha um movimento “Não coma no Mc” e argumente devidamente.

    Como vc mesma colocou, o problema é da cultura do povo. O Mc não tem nenhum problema, já que dentro da lei está e cumpre com as suas obrigações, inclusive pagando a carga tributária que todos pagam.

    Finalmente, se o Brasil compra o lixo alheio eu acho que o problema não é dos EUA e sim nosso. Veja o exemplo do artigo que publiquei sobre o voo espacial, no qual o Brasil “mandou” um astronauta lá para cima. Veja que fizemos papel de tolos, como no caso da Toshiba.

    Não é possível simplesmente banir a Toshiba por eles terem sido espertos. Ou mesmo mandar uma bomba nos russos pelo mesmo fato. Seria isso tudo tão diferente de Angra, onde também fizemos papel de trouxas?

    Acho que cautela acompanhada com argumentos deve ser tida antes de colocar idéias. Apenas isso.

  9. Eu não como no Mc pq o dog da esquina¹ é mais gostoso e o molho especial é muito mais especial.
    Acontece que há algo meio mágico no Mc que atrai determinado publico (uma faixa etária em anos com 1 dígito até umas 2 décadas depois disso) acho que tem relação com a popularidade do lugar… essas coisas que a juventude se preocupa.
    Well, o dogão da esquina¹ é mais barato também, vai ver isso mancha a img do estabelecimento.

    ¹esquina: qualquer outra lanchonete/barraquinha que sirva lanche.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: