Muito cuidado com o BliG (serviço de blog do iG)

Para aqueles que lêem apenas o primeiro parágrafo, aqui vai o resumo desse post: NÃO se cadastrem no blog que o iG oferece (BliG). Os termos de uso o transformarão num escravo. Ok, recado dado, o restante do post explica esse alerta.

O mundo online brasileiro padece de competição séria. Além dos escândalos jurídicos tentando proibir ou restringir endereços como Orkut, WordPress e Twitter, dos péssimos canais de notícias (que mais vendem propagandas ou usam sexo como chamarisco), temos que ter o desprazer de encontrar empresas oportunistas à caça de usuários menos informados. Para ser mais específico, tomem cuidado com o serviço “BliG” que o iG oferece.

Eu tomei conhecimento desse serviço através do 2º Seminário Internacional de Jornalismo Online que está ocorrendo em São Paulo nesta semana. O blogueiro português Antônio Granado e o diretor de conteúdo do iG, Caíque Severo, discutiram o papel das redes sociais e maneiras de usá-las como chamariz para novos usuários. Este senhor do iG afirmou que um exemplo da integração de serviços do IG com as redes sociais pode ser visto no serviço BliG:  “Não precisa construir tudo porque tem muita coisa open source“. De fato, o iG não fez mais nada além de instalar o motor gratuito distribuído pela WordPress. No entanto, as diferenças nos termos de uso que a iG e a WordPress impõem são TOTALMENTE diferentes.

Caso aceite as regras que o iG impõe (o texto oficial pode ser visto AQUI), saiba que :

“…

O IG reserva-se o direito de modificar, a qualquer tempo e circunstância, os dados relativos do BLIG criado pelo Afiliado, tais como nome, descrição, categorias e eventuais subcategorias.

O IG reserva-se o direito de inserir anúncios publicitários ou de conteúdo do Portal IG, ou de qualquer portais de empresas do mesmo grupo econômico, bem como produtos e serviços de terceiros no BLIG do Afiliado. Ao criar o BLIG, hospedando-o no IG, o Afiliado aceita que IG insira anúncios no BLIG do Afiliado sem que qualquer valor seja devido pelo IG ao Afiliado, independentemente do formato do anúncio, como por exemplo, banners, pop up´s, dentre outros.

O IG, ainda, poderá alterar os anúncios a qualquer tempo sem comunicação e autorização prévia do Afiliado, seja com relação ao formato, quantidade e período de sua veiculação.

…”

É sempre importante que precauções sejam tomadas para que abusos na anonimicidade não ocorram, prevenindo problemas de natureza ética, moral ou legal. No entanto, alterar o conteúdo do blog sem necessidade de explicação soa vago e excessivo. O problema maior, porém, está na adição de propagandas sem o seu consentimento. Afinal de contas, o iG não irá pagar nenhum bônus ou salário por você ter aumentado a visibilidade do portal iG graças ao seu esforço pessoal. E mais, perceba que você não terá como alterar uma propaganda, nem mesmo sua posição na tela, de forma que o visual do seu blog ficará congestionado. Caso seja sua vontade adicionar propagandas, aumentando a poluição visual da sua página, boa sorte. Os lucros das mesmas não se estendem a você.

Do ponto de vista técnico fica ainda mais evidente a vantagem de usar o serviço da WordPress. Saiba que apesar do BliG afirmar que há “100MB para que você possa guardar seus comentários e posts por muito mais tempo”, esse espaço não é comparável ao que o WordPress oferece atualmente (3Gb, ou 30 vezes mais) na opção gratuita e SEM propagandas de terceiros. Ah, quase esqueci de comentar que o maior arquivo texto ou imagem que o BliG aceita é de 10Mb, longe do limite de 75Mb do WordPress.

E se isso não bastasse, saiba que por maior que seja sua criatividade os termos de uso do BliG definem que “O Afiliado não poderá efetuar mais do que 512 Mb de transferência mensal no Blig. O IG poderá remover o BLIG sem aviso prévio ou consentimento do Afiliado, caso o Afiliado não respeite este limite”.

Com tantas desvantagens juntas, mas disfarçadas com uma página atraente, cheia de menções aos “inúmeras recursos” que o BliG oferece, fica a prova que é imprescindível ler com cuidado antes de aceitar cegamente os termos de serviço online de empresas brasileiras.

Obs. Se cabe algum consolo, a Editora Abril conseguiu ser pior que o iG.

10 Respostas

  1. Nada como trabalhadores gratuitos e sem direito a nada. A relação custo benefício é, claro, infinita.

  2. não tem aquela que diz que se você não logar em 1 mês eles te tiram do ar? essa é classica

  3. O que chocou foi o tal Caíque Severo sugerir que o iG está tentando oferecer um serviço de interesse aos brasileiros.
    Lamentável.

    Alkaid, você está falando do Hotmail ? Eu acho inconcebível que o Hotmail ainda seja usado como servidor de emails. Enfim, o que fazer se o povo é acomodado ?🙂

  4. É o esquema hotmail de ser, o kit-net também chutou todo mundo que não postava dentro de 1 mês depois que foi comprado pela globo.

    Cara, ser cliente desses serviços é ser prisioneiro, e não é só comodismo. Tem muito usuário que não ve diferença entre serviço A e B por não ter quase nenhuma noção de que a coisa não precisa ser como é. Pq só conhecem mesmo aquele serviço e acham que não ha diferenças.
    Rola uma recursão

  5. É isso aí, Alkaid.
    Há um segundo ciclo recursivo nisso. Como meus contatos recusam-se a usar serviços melhores, mantenho o MSN funcionando. Por conta disso ele mantêm suas contas que por sua vez fazem com que eu mantenha meu vínculo com a Microsoft.

    Bem, retornando ao assunto dos blogs, o mundo virtual brasileiro é uma piada de mau gosto. A maioria ignora os termos do serviço…somente daqui alguns meses, quando o servidor sair do ar apagando tudo que escreveram, é que perceberão que algo está errado.

  6. Vixe Maria! Tenho um Blig no Blig e pensei que “tava” por cima da carne seca. Nossa! Os “home” vão ganhar mufunfa às minhas custas, sô. Valha-me, meu senhor do Bonfim!!!!

  7. Kuuuuuu,

    Tome cuidado mesmo senão venderão seu ka-ke-ki-ko-kuuuuu sem dó nem piedade…😉

  8. gol, linhas aéreas sem inteligencia e ladrões
    já viagei muitas vezes com a gol, linhas aéreas sem inteligencia e ladrões. Sempre tem qualquer cosia que dá errado com eles. Não vou falar aqui sobre dois assuntos de reclamação de mala rasgada porque a ultima é de natureza digna de um brasil com reputação.
    No dia de viagem de palmas para são paulo o balconista de check in não autorizou a despachar a minha bagagem de mão obrigando-me a colocar a mesma na carga adiantando estar com pesso acima do permitido. Mesmo depois de eu retirar o meu notebook e notas de dinheiro, com o peso já reduzido, não autorizou. Mesmo estando viajando acompanhado com minha filha bebé e minha esposa, não autorizou. O vôo estava esperando por mim sendo acompanhado até porta de saída para o vôo por pessoal gol, linhas aéreas sem inteligencia e ladrões. Quando cheguei a são paulo a bagagem vinha com o ziper aberto. Imediatamente chamei um funcionário gol, linhas aéreas sem inteligencia e ladrões e abri a mala na sua presença. Roubaram-me dinheiro em cerca de uns R$25,00, roubaram-me um cartão de debito, roubaram-me um DVD player, roubaram-me outras coisas mais. Fiz reclamação com várias entidades da gol, linhas aéreas sem inteligencia e ladrões, policia, agencia que fiscaliza as empresas aéreas, etc. Mas a gol, linhas aéreas sem inteligencia e ladrões nunca me pagou nada, pelo contrários assumiram-se canalhas, ladrões e brasileiro de primeira categoria bandidagem. Por este meio colocarei em tantas páginas de internet, jornal e outros meios esta noticia para alertar o pessoal a não viajar com gol, linhas aéreas sem inteligencia e ladrões

  9. Meu amigo. Eu o entendo completamente, Sorte a sua de não passar pelo aeroporto de Barajas tb.🙂
    Dá próxima vez também, economize um pouco na escrita. Use siglas. Por exemplo

    “já viagei muitas vezes com a Gol-LASIL (linhas aéreas sem inteligencia e ladrões). Sempre tem …
    Mas a gol (LASIL) nunca me pagou nada, pelo contrários assumiram-se …”

    Além de ficar mais bisonho, fica bem mais sarcástico também.

    De qualquer modo, bem vindo ao país das bananas.

  10. oi eu só queria saber se existe algum programa de afiliado que leva o nosso trabalho a serio pois perdemos tempo e gastamos muita energia para gerar lucro para eles pois ao final de tudo quando estamos para receber um dinheirinho trabalhado simplesmente eles excluem nossas contas sem dar satisfação ou mandam um email chocro q nao explica nada de nada fica ai meu recado Ok qualquer coisa me mandem email adoraria debater o tema

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: