Guia de (sobre)vivência do Paulistano

Catedral da Sé

Catedral da Sé

Para ajudar o Jenheta, e os demais desabituados, a habituar-se a São Paulo, eu e a Foca fizemos o Guia do Paulistano, um manual prático para (sobre)viver na cidade de São Paulo.

1. Ande rápido sempre. Sempre. Mesmo que não esteja com pressa, ande rápido. A cidade de São Paulo não espera. Seja rápido principalmente nas estações de Metrô e saídas de terminais de ônibus. Se quer passear, vá à praça ou a um parque. Preferencialmente a um parque pois nas praças (no Centro especialmente) as pessoas andam muito rápido também;

2. Conheça os pontos principais da cidade além de seu próprio bairro. Centro e Paulista são essenciais para diversos tipos de serviço e lazer.  Principalmente o Centro, que tem tudo de fácil acesso;

3. Não tenha medo de perguntar informações. Os paulistanos adoram dar informações sobre ruas, mesmo que saibam, vão lhe indicar alguém que saiba;

4. Ande de ônibus e Metrô. Por mais que falem do transporte público, ele ainda é a melhor opção para fugir do trânsito, pois passam por corredores exclusivos e têm horários regulados. Dicas: se tiver um lugar para sentar, sente; não fique na região das portas se você não vai descer naquele ponto ou estação; se estiver no ônibus senzala (piso baixo central), não fique no chiqueirinho: ficar ali incomodaráa você, que será apertado por todos que passarem, e pelos outros  que não terão espaço para passar.

5. Sobre supostas poças d’água: Um paulistano atento sempre evita poças d’água, das mais rasas as mais profundas e extensas. O motivo disto é que nem sempre uma poça d’água é o que parece. Na dúvida, siga o raciocínio: Não existe acúmulo de água no chão em dias ensolarados, e qualquer água empoçada originou-se de forma estranha que não da chuva. Mesmo em dias que tenha chovido, fique muito atento a cor da água da poça: poças azuis ou cinzas, e até mesmo a mistura dos dois tons, pedem que seu pé fique bem longe delas.

6. Assim como São Paulo não espera, ela nunca para. Se sentir fome durante a madrugada, procure um supermercado ou lanchonete 24 horas. Eles oferecem boas opções para os famintos da noite. Se o seu bichinho está doente, há clínicas veterinárias que funcionam em esquema de plantão, assim como gráficas, academias, alguns shoppings e até lojas especializadas em carros.

7. Conheça as ruas de comércio especializado, para não perder viagens ou gastar muito em shoppings. O circuito José Paulino – Luz – Brás é para roupas, o Largo São Bento para materiais de construção, a 25 de Março para tudo (tudo), a Oscar Freire para o glamour, a Barão de Paranapiacaba para o ouro e jóias em geral e a Teodoro Sampaio com cama-mesa-banho-instrumentos musicais-sofás. E, claro, a Sta. Ifigênia para equipamentos eletrônicos como som, vídeo, sistemas de alarme, componentes, computadores, além do que suas travessas possuem lojas especializadas em motociclismo. Isto já é um pouco para conhecer.

8. O Parque Ibirapuera não é o único da cidade. Durante os fins de semana e feriados, parece com o MC’Donalds8: um monte de crianças, várias tias, gente suada e muita, muita gente. Há outras opções agradáveis, mas não tão grandes que valem a pena, como: o Buenos Aires, em Higienópolis; o Trianon-Masp, na Paulista; o da Luz, no Centro; o da Aclimação, zona sudoeste; o do Carmo, Zona Leste; o da Água Branca, Zona Oeste. Todos eles, com exceção do Buenos Aires, ficam próximos a estações de Metrô e, portanto, são de fácil acesso.

9. Fique esperto. Como em qualquer capital, há assaltantes em qualquer bairro e em qualquer horário. Não facilite a ação deles andando com bolsas abertas ou com celulares e carteiras nas mãos. Desse jeito, qualquer um pode tomá-las de você. Use algumas técnicas básicas pra evitar o transtorno: 1º Ande rápido. Rápido e se possível desviando das pessoas de forma a não andarem linha reta. Em regiões como Pq. Dom Pedro, é comum que abram sua mochila e roubem o conteúdo enquanto você fica paradão deixando a ação acontecer. 2º. Fique vivo. Movimentação estranha, grupos de crianças de rua ou sujeitos mal encarados a vista, mude o lado da rua ou siga por outro caminho. 3º Prefira andar em grupo. Isso não quer dizer que o grupo todo não possa ser assaltado, mas inibe um pouco mais a ação dos mal-feitores.

10. Conheça a rede Sesc. Existe pelo menos um Sesc por região de São Paulo. Eles oferecem biblioteca, aulas de especialização, lazer, exposições e amplo espaço para todas as idades. Os mais badalados são o Vila Leopoldina, Santana, Ipiranga, Vila Mariana, Interlagos e Itaquera.

5 Respostas

  1. Muito Bom, são paulo estava precisando de um guia assim hehe, vai ajudar e muito todos os “novos & velhos” paulistanos

  2. 🙂

    Isso tudo eh verdade.
    Nos ultimos dias tive que relembrar minhas tecnicas para andar no meio de multidoes pois passei pelo Terminal Barra Funda algumas vezes. Eh curioso notar que as formigas tem maneiras mais eficientes que nos nesse assunto.

    Boas festas a voces todos. Em breve terei moradia nova e isso facilitara ainda mais meu retorno ao blog.

    J.

  3. E sobre transitar na cidade…se alguem acha que o preco das passagens eh caro e prefere defender o uso de carros, como explicar os precos dos estacionamentos ? Em Sto Andre a cobranca eh um tapa na cara : entre 0 e 4 horas o preco eh unico : 4 Reais. Qualquer outro estacionamento menor o preco fica entre 2 a 3 Reais por hora. Adicione a gasolina (e o pedagio, se precisar pegar estrada) e pronto : lah se vai outro rombo na carteira…

  4. Por isso não ando de carro em São Paulo. É caro!!
    Lembre-se: se estiver a pé, SEMPRE ande rápido!

  5. Este guia é muito bom. Explica bastante a vida aqui em Sampa.

    E concordo totalmente com o item 10. Como um cara de viveu de SESC desde a infância, aconselho este “clube” para qualquer um.

    Só não sei por que não colocaram o SESC Pompéia, justamente um dos melhores de São Paulo ¬¬

    Mesmo assim, curti muito do guia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: