Inspiração do dia

Desde que passei a programar full time, percebi que a ânsia em obter produtividade diária traz consigo a tentação de trabalhar sempre que possível. Essa armadilha é comum (quem nunca ouviu dizer que “quantidade não é qualidade” ?) mas deve ser evitada. Para aqueles que precisam de um exemplo, o Benjamin Francklin oferece uma rotina diária digna de nota.

Dia-a-dia do Benjamin Francklin

Dia-a-dia do Benjamin Francklin

(“Benjamin Franklin: Autobiography and Other Writings”, Oxford)

Boa semana a todos,

Jen

Uma resposta

  1. Bons eram os tempos quando as pessoas tinham tempo para programar o seu tempo.
    E por falar nisso e no seu tempo, sem contar com o quase que aniversário que o blog não tem nada de novo, quando é que você vai me ligar para a gente ir almoçar?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: